O Beijo

O caso chegou à comunicação social, duas alunas de uma escola secundária foram apanhadas a beijarem-se, foram chamadas ao gabinete da directora e repreendidas, quanto aos seus colegas, organizaram um protesto a defender as suas colegas…e coagidos disciplinarmente a acabar com ele, os alunos protestam, e o Bloco de Esquerda protesta contra a homofobia.

Já falei aqui de homossexualidade e homofobia, não pretendo fazê-lo outra vez…mas há algo que devo chamar a atenção, onde termina a liberdade de expressão e começa a permissividade?

Não vou disfarçar aqui, que não estou de acordo com a homossexualidade, mas acho que as pessoas têm o direito a exprimir-se livremente, isso não está em causa…o que está em causa, é se as duas alunas fizeram bem em beijar-se em público na escola. A resposta a esta pergunta não é fácil, mas o que me preocupa é a facilidade com que as pessoas assumem a sua homossexualidade…de um modo provocador, forçando os outros a aceitá-la. Fazem-se marchas de orgulho gay, esfrega-se na cara dos heterossexuais as suas tendências…e se eles reagem, acusam-nos de homofóbicos, isso tem um nome…falta de respeito pelos outros.

Essas duas alunas, ao beijarem-se em público, desrespeitaram a instituição escola? Sinto-me tentado a achar que sim…afirmar em privado a homossexualidade, é um direito de cada um, fazê-lo de modo ostentoso é violar a consciência dos outros. Vou dizê-lo mais uma vez, criminalizar a homossexualidade é um crime contra a liberdade de cada um…agora, haja termos.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s