Ser Refugiado

Estava a pensar naquilo que havia de escrever, quando me ocorreu falar no tema dos refugiados. Apesar de já não se ouvir falar no assunto, ainda assim eles continuam a existir e o seu fluxo não pára.

Há quem confunda refugiados com imigrantes, mas não são a mesma coisa…imigrantes, migram por razões económicas e politicas, refugiados migram principalmente por razões humanitárias…que podem também ter a ver, com motivos económicos e políticos, mas enquanto um imigrante migra por meios normais, um refugiado fá-lo em condições extremas, com risco da própria vida. A vinda de refugiados para a Europa tem sido traumática e provocado reacções extremas…da aceitação à repulsa. A Europa Central tem fechado todas as fronteiras aos refugiados, com medidas xenófobas, protagonizadas por regimes de extrema direita, com fundamento em motivos religiosos e culturais.

Porém, um refugiado é alguém que precisa de ajuda humanitária, seja ele muçulmano ou de qualquer outra região, seja Sírio, Iraquiano, Afegão ou outra nacionalidade qualquer. A grande maioria dos refugiados, foge para fugir da guerra, da fome e da perseguição politica…se alguns deles são terroristas infiltrados, isso não é motivo para deixar de os acolher. O que a Europa, e o mundo Ocidental, tem de fazer para sanar de alguma maneira o problema, é deixar de financiar regimes corruptos.

Vivemos num mundo cada vez mais global e o problema dos refugiados também o é.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s