Erdogan e o referendo na Turquia

Já é oficial, Erdogan venceu o referendo na Turquia, com 51,35 % dos votos, muito embora a oposição conteste os resultados. Com a vitória do Sim às alterações na Constituição da Turquia, o presidente Erdogan reforça os seus poderes e pode nomear os altos magistrados da nação. De longe, as duas principais figuras na moderna Turquia, são Kemal Ataruk, o pai fundador da nação Turca…e Erdogan, o primeiro é o pai do Estado laico Turco e o segundo um muçulmano conservador, que quer transformar a laica Turquia, num Estado Islâmico.

Isto levanta uma série de questões, a liberdade religiosa na Turquia, para os pouquíssimos cristãos ortodoxos, existentes na nação Turca, está ameaçada. Esta está prestes a tornar-se um Estado autoritário, acaba por ser um corpo estranho na NATO e a concretizar-se a adesão dos Estado Turco à União Europeia, ainda seria um corpo mais estranho. Fica, também, posto em causa, o acordo da Turquia com a União Europeia, ainda que este, seja um acordo espúrio, que põe em causa o projecto Europeu e o principio da solidariedade, que está adjacente, ao projecto dos pais fundadores da União.

Posto isto, resta dizer que a Turquia de Erdogan, pode muito bem, vir a tornar-se, um problema na Europa…direi mesmo, uma ameaça à paz e à estabilidade no Continente. Lembrem-se que a Primeira Guerra Mundial começou nesta região, entre a Europa e a Ásia, como também, a actual conjuntura pode fazer eclodir um conflito à escala Global…lembrem-se da ligação da Turquia à guerra na Síria, o actual namoro com a Rússia e a proximidade com o Médio Oriente.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s